Juiz proíbe paralisação de médicos no Maranhão

0
Parceiro Indicador

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos deferiu ontem (30) um pedido de tutela de urgência do Estado do Maranhão e proibiu os médicos que prestam serviços no âmbito do Estado de paralisar suas atividades.

A categoria prepara-se para um movimento que deve começar no dia 4 de dezembro, com a paralisação de consultas .

“As consultas que já foram marcadas só serão atendidas até a segunda-feira, 3. Os serviços médicos de emergência e urgência ficam à disposição até o dia 7. Se até esta data o Governo do Estado não tomar um posicionamento, fizer uma nova negociação e cumprir o acordo, todos os atendimentos médicos serão paralisados”, anunciou durante a semana o presidente do Conselho Regional de Medicina do Maranhão (CRM-MA), Abdon Murad.

Agora, com a decisão judicial, os profissionais devem continuar fornecendo os serviços médicos de forma regular e integral.

Para buscar uma mediação para o problema entre os médicos e o Governo do Estado, o juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, também designou audiência de conciliação para a próxima segunda-feira (3), às 8:50h. Com informações de Gilberto Léda

Deixe um comentário