Confira dicas para ter controle total do caixa de um empreendimento

0
Parceiro Indicador

De acordo com ele, é com o planejamento financeiro que a empresa tem controle de gastos, receitas, além de ter ideia de quanto ganhar e quanto seria necessário investir

Confira dicas para ter controle total do caixa de um empreendimento

Monitorar suas finanças não deve ser nada fácil. Mas já imaginou controlar os gastos de uma empresa? A tarefa é difícil e o empresário precisaria ter um supervisão completa do caixa do empreendimento pretendido. O especialista em finanças corporativas, o professor Joelson Sampaio, conversou com o G1 e fez algumas recomendações.

De acordo com ele, uma das dicas primordiais é fazer um planejamento financeiro. Segundo ele, é com essa programação que a empresa tem controle de gastos, receitas, além de ter ideia de quanto ganhar e quanto seria necessário investir. “Hoje em dia é fácil fazer isso por causa da tecnologia. É possível usar uma planilha ou um software para ter controle e planejamento das ações. Isso é importante se a empresa quer crescer e se manter no mercado”, afirmou Sampaio.

Além da elaboração das despesas, outra dica orientação apontada pelo economista é o cuidado sobre o capital de giro, que, para ele, são os recursos que a empresa precisa manter no dia a dia. “Envolve fornecedor, estoques e contas a receber. É muito importante para pequenas e médias empresas”, complementou, acrescentando que a atenção tem que ser redobrada quanto ao endividamento.

“O alto endividamento pode aumentar o risco da empresa e comprometer a capacidade de pagamento dela. Por isso, o pequeno empreendedor tem que ter controle do tipo de dívida que tem, do volume de dívida e das taxas de juros”, recomendou.

Margens, lucro e planejamento estratégico

Em todoa empresa, há a margem bruta, relacionada ao lucro bruto, a margem operacional e a margem líquida. Sampaio explicou que, com as margens, o pequeno empresário consegue ter o controle das variáveis e saber como elas afetam os lucros da empresa. “Isso é importante, porque às vezes a empresa tem uma boa margem de lucro bruto, ou seja, ela não tem problema na parte de venda, mas tem uma despesa operacional muito grande”, pontuou.

Questionado sobre o planejamento estratégico, o especilista ressaltou que essa é a área que vai integrar todas as outras áreas da empresa. Para ele, o setor não pode ficar isolado, separada do marketing, por exemplo. “As áreas precisam conversar e estar em um planejamento maior para a empresa conseguir se consolidar em longo prazo”, concluiu.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe um comentário